Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Visão do Peão

Xabi Alonso também diz adeus aos relvados

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

transferir.jpg

Tal como Lahm, também Xabi Alonso deixou os relvados, jogando pelo Bayern de Munique e festejando mais um título de campeão. 

xabgfdg.jpg

Alonso começou a dar nas vistas na Real Sociedad onde se impôs em 2000, após empréstimo de um ano ao Eibar. Jogou cinco anos no Anoeta com De Paula, Aranzabal, Lopez Rekarte, Niaht, Kovacevic ou Gabilondo. A sua classe no centro do meio campo chamou à atenção de Rafa Benitez que o levou para o Liverpool em 2004. 

4221396001_5353157499001_5353152347001-vs.jpg

Por lá jogou cinco anos e venceu a Liga dos Campeões, logo no ano de estreia, ao lado de craques como Baros, Morientes, Gerrard, Kewell, Henchoz ou Dudek. Apesar de não conseguir ser campeão em Inglaterra,  tornou-se escolha na sua seleção e venceu ainda uma supertaça europeia, uma taça inglesa e foi ainda vice-campeao do mundo de clubes.

gettyimages-525749692.jpg

Sem surpresa, subiu um patamar e mudou-se para o Real Madrid em 2009. Ficou mais um ciclo de cinco anos e encheu-se de títulos: mais uma Liga dos Campeões, um campeonato e duas taças são apenas os mais importantes.

gettyimages-499072090.jpg

Fechou a carreira no Bayern, seduzido por Guardiola. Chegou a Munique já com 33 anos e passou lá três épocas de glória com a conquista de outros tantos campeonatos.

Xabi_Alonso_Espana_2010.jpg

Pela sua seleção esteve no ciclo de ouro e foi campeão mundial em 2010 e europeu em 2008 e 2012. Acaba a carreira com 815 jogos, 60 golos e 20 títulos. 

A análise do plantel

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

 

Lazar-Markovic-Sporting.jpg

Guarda-redes - Não foi por aqui que a equipa ruiu. Patrício esteve quase sempre bem e Beto, sempre que foi chamado cumpriu.

Lateral-direita - Schelotto é esforço mas não é um grande jogador e esta é uma das debilidades do plantel. João Pereira, que saiu em janeiro, mostrou sempre muita garra mas continua a ter muitas limitações, incluindo o pavio curto que prejudicou a equipa. Esgaio tarda em afirmar-se. Vêm aí Piccini. 

Lateral-esquerda - Situação ainda pior do que na direita. Jefferson, que já mostrou qualidade, eclipsou-se; Marvin foi o menos mau e ainda por lá passaram Bruno César e Esgaio. Ninguém ganhou o lugar. Jonathan vai regressar e o Sporting vai ao mercador por uma solução para o onze. 

Defesas-centrais - Coates e Oliveira são grandes jogadores mas a equipa sofreu demasiados golos. Provavelmente o mau momento das laterais ajuda mas não justifica tudo. Semedo, titular grande parte da temporada é crucificado e de facto, não teve época brilhante. Douglas, namorado por Jesus há anos, foi quase um Ciani. André Pinto e provavelmente mais um central vêm ajudar. 

Médio-defensivo - William alternou entre boas exibições e exibições apagadas e lentas. Quando precisou de descansar, só teve Petrovic, um falhanço. Palhinha chegou e esteve bem, quando chamado mas em janeiro o Sporting passou a jogar apenas uma vez por semana.

Médio-ofensivo - Adrien é o capitão e o motor. Quando não jogou, a equipa esteve pior. Meli quase não jogou e Elias, apesar da fama, sempre que foi chamado foi uma desilusão. 

Extrema direita - Gelson Martins foi dono da posição e um dos melhores da equipa. Markovic foi testado nesta posição mas nunca se impôs. Geraldes, regressado em janeiro, teve poucos minutos.

Extrema-esquerda - Bruno César, um dos melhores da temporada, foi quem mais vezes ali jogou. Bryan, Campbell e Markovic foram desilusões. Depois de uma grande época, Bryan "desapareceu", jogando muito pouco descaído para a esquerda ou no centro. Para além de João Mário e Slimani, o Sporting perdeu também Bryan. Campbell, que fez jogos interessantes no Arsenal falhou redondamente, talvez pensando que tinha lugar garantido. Markovic, não fez um bom jogo. Matheus começou a dar nas vistas mais no fim da liga. 

Segundo-avançado - Quando Alan acordou, tornou-se numa estrela. Até lá, o Sporting penou. Podence, chegado em janeiro, deu boa conta de si e pode "rebentar" na próxima época. 

Ponta-de-lança - Dost marcou 34 golos, só na liga e conquistou os adeptos. É craque. Castaignos e André foram flops. O holandês nem um golo marcou. Dala fez alguns minutos e Leonardo Ruiz também está à espreita de oportunidades. 

1024.jpg

Jogos e golos do plantel:

Rui Patrício - 38 jogos

Beto - 9 jogos 

Schelotto - 26 jogos 

João Pereira - 14 jogos 

Esgaio - 14 jogos 

Jefferson - 17 jogos 

Marvin Zeegelaar - 26 jogos 

Coates - 43 jogos, 3 golos

Semedo - 31 jogos 

Oliveira - 19 jogos, 1 golo

Douglas - 7 jogos 

Petrovic - 3 jogos 

William - 43 jogos, 2 golos 

Palhinha - 11 jogos 

Adrien - 36 jogos, 6 golos 

Meli - 2 jogos 

Elias - 16 jogos, 2 golos 

João Mário - 1 jogo

Gelson - 44 jogos, 7 golos 

Geraldes - 4 jogos

Markovic - 14 jogos, 2 golos 

Bruno César - 42 jogos, 6 golos 

Matheus - 9 jogos, 1 golo

Bryan - 42 jogos, 3 golos 

Podence - 13 jogos

Alan - 26 jogos, 7 golos

André - 15 jogos, 3 golos 

Campbell - 29 jogos, 3 golos

Castaignos - 13 jogos

Dala - 1 jogo

Slimani - 2 jogos, 1 golo

Dost - 41 jogos, 36 golos 

 

Conclusões:

 

Os reforços não o foram. Apenas Dost foi titular e rendeu. Caro - custou mais de dez milhões de euros - foi um investimento que trouxe claro retorno. Dos outros, Beto mostrou-se um bom suplente e Alan, mostrou a espaços a sua qualidade. Deixa boas indicações para o próximo ano;

Se João Mário foi substuido por Gelson (mesmo sendo muito diferentes) e Slimani por Dost, Bryan não foi substituído, tendo ficado mas a render muitíssimo menos do que no ano passado e Téo também não teve quem o rendesse. Téo marcou 15 vezes e foi um jogador de grande qualidade dentro de campo, mesmo que não tenha sido sempre o melhor profissional;

William e Adrien, nucleares, nunca tiveram quem os rendesse com qualidade, arriscando-se o clube a que saiam no defeso e que esses substitutos o tenham que ser toda a época; 

Douglas, Petrovic, Meli, Campbell, André e Castaignos foram falhanços completos;

Poucos jogadores do Sporting marcaram golos. Se Dost fez 36, mais nenhum chegou sequer aos 10 golos. O segundo avançado ficou-se pelos 7 e o extremo mais utilizado não passou também dos 7. Na defesa há poucos golos, Semedo não marcou, Oliveira só fez um e Coates ficou-se pelos 3. Há que diversificar os marcadores. 

Hamburgo volta a salvar-se e atira Wolfsburgo para o play-off

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

4094C25200000578-0-image-a-126_1495299868748.jpg

Mais um ano, mais um milagre. O Hamburgo, única equipa que jogou todas as edições do principal campeonato alemão, salvou-se da descida na última jornada. Nos últimos dois anos o HSV salvou-se já no play-off (opõe o terceiro da segunda divisão ao antepenultimo da primeira). Desta vez, estava virtualmente despromovido quando marcou aos 88`, manteve-se a salvo e atirou o Wolfsburgo para o play-off de descida. O Hamburgo, detentor de uma Liga dos Campeões e de 6 ligas alemãs entre vários outros títulos, tem vivido tempos de aperto na última década. Pior, este ano, esteve o Wolfsburgo, campeão em 2009 e vencedor da taça alemã em 2015, que, mesmo tendo nas suas fileiras Gomez, Ntep, Kuba, Luiz Gustavo, Guilavogui ou Rodriguez, terá que lutar pela permanencia. Fará dois jogos com o Eintracht Braunschweig. 

Lahm diz adeus aos relvados

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

philipp-lahm-cropped_cfu36l6pkwj11i9uy7l6n79bs.jpg

É mais um "monstro" que se reforma este ano, depois de Totti, Kujt ou Maxwell. Phillip Lahm, com uma carreira quase totalmente dedicada ao Bayern de Munique, despediu-se com a conquista de mais um campeonato. Baixinho (170 cm) e leve (64 quilos), Lahm deu nas vistas como defesa lateral jogando com eficácia nas duas alas.

transferir (1).jpg

Fez um jogo pelo Bayern, onde se formou, antes de rumar a Estugarda para um empréstimo de duas épocas. Nesses dois anos Lahm cresceu e fez mais de 70 partidas regressando em 2005 para se assumir como titular absoluto de um dos gigantes do futebol europeu até hoje.

media.media.f0669ed5-83bd-46cb-b40e-0e769440ac26.n

Em Munique continuou a ser lateral até à chegada de Guardiola que viu nele um médio centro de qualidade. Acertou em cheio. O camisola 21 dos bávaros venceu uma Liga dos Campeões e 8 Bundesligas, entre vários títulos e jogou ao lado de craques como Kahn, Boateng, Schweinsteiger, Ribery, Robben, Lewandowski, Scholl, Zé Roberto, Élber, Ballack, Lizarazu ou Toni. 

philipp-lahm-germany-argentina-fifa-world-cup-braz

Pela sua seleção, fez 113 jogos, marcando 5 golos, incluindo este golão. Foi campeão do Mundo em 2014, como capitão da Alemanha. 

Real Madrid, cinco anos depois

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

1495301280_124371_1495400004_noticia_normal.jpg

 

Juventus hexacampeã!

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

000104565-834c1795-488b-4ab1-b689-4f759faf3059.jpg

 

Três de Dost para fechar a época

por Francisco Chaveiro Reis, em 22.05.17

1024.jpg

Com pouco mais de 30 mil pessoas nas bancadas e com protestos das claques, o Sporting despediu-se de 2016-2017 com um 4-1 ao Chaves e um hat-trick de Bas Dost, melhor marcado da liga com 34 golos e Bola de Prata, a nível europeu, apenas superado pelos 36 de Messi. O holandês marcou três ontem, dois de grande penalidade e Matheus fez o outro golo, na noite em que Gelson Dala se estreou pela equipa A. A época termina com saldo claramente negativo: terceiro lugar na liga (70 pontos, resultado de 21 vitórias, 7 empates e 6 derrotas); eliminação das taças internas e último lugar no grupo na Champions, ficando atrás do modesto Légia. 

Arouca desce à segunda divisão

por Francisco Chaveiro Reis, em 21.05.17

transferir.jpg

 

Tudo decidido na liga portuguesa. É o Arouca que desce à segunda divisão, juntamente com o Nacional. Duas equipas até aqui com fama de boas pagadoras e com bons treinadores e jogadores. Moreirense e Tondela salvaram-se à última, vencendo FC Porto e Braga respetivamente. 

Maxwell despede-se 34 títulos depois

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.05.17

Maxwell, defesa-esquerdo internacional brasileiro despede-se amanhã do futebol jogado, na partida que vai opor o seu PSG ao Caen. Aos 35 anos, o camisola 17 do Paris Saint Germain soma uns impressionantes 34 títulos distribuídos pelo seu clube atual, Inter de Milão, Barcelona e Ajax.

maxwell-ajax_121duu5lt4idh1le9xrmg01h1m.jpg

Maxwell estreou-se em 2000 pelo Cruzeiro, onde fez 27 jogos e marcou dois golos. Jogou ao lado de Geovani (Barcelona, Benfica e Wolves), Maicon (Inter, Mónaco e City) ou Luisão (Benfica). Aterrou em Amesterdão em 2001/2002, no mesmo ano em que o astro sueco Ibrahimovic trocou o Malmo pelo Ajax. Foi aí que nasceu uma amizade que se estende até hoje e que teve continuidade em mais três clubes, onde os dois se cruzaram. No Ajax, esteve cinco épocas e conquistou os primeiros títulos da carreira: duas ligas e duas taças, além da Johan Cruijff Schaal. Na ArenaA, para além de Ibra, conviveu com jogadores de grande qualidade como Chivu, Pienaar, Galasek, Van der Vaart, Mido, Arveladze, Nigel de Jong, Van der Meyde, Winter, Litmanen, Charisteas, Babel, Filipe Luís, Sonck ou Sneijder. 

0607_UK_Serie_A_Inter_Maxwell_Ibrahimovic.jpg 

Seguiram-se três anos em Itália, onde melhorou os processos defensivos e foi tri-campeão italiano e venceu uma Supertaça italiana e se cruzou com José Mourinho. Para além de Ibra, teve a sorte de conviver com Recoba, com a  melhor versão de Adriano, Crespo, Cruz, Vieira, Figo, Stankovic, Zanetti ou Córdoba. 

Lionel+Messi+Maxwell+Barcelona+v+FC+Copenhagen+ZfH

Em 2009/2010, seguiu o amigo Ibra para o Barcelona de Guardiola. O sueco só ficou um ano mas Maxwell ficou mais um ano e meio, vencendo dois Mundiais de Clubes, uma Liga dos Campeões, duas Ligas, uma Taça de Espanha e duas Supertaças. Jogou ao lado de Messi, Xavi, Busquets, Iniesta, Piqué ou Puyol.

maxwell-abre-o-placar-para-o-psg-contra-o-lille-14

Em janeiro de 2012 mudou-se para o PSG, novo-rico e a construir uma grande equipa. Ao lado de homens como Lavezzi, Pastore, Matuidi, Verrati, Rabiot, Motta ou Thiago Silva conquistou a glória interna sendo tetra-campeão francês.

brasileno-paris-maxwell-anuncia-deja-sele_1_215795

Pelo seu país, teve pela frente homens como Roberto Carlos, Zé Roberto, Filipe Luís ou Marcelo e fez apenas 6 jogos. Ainda assim, foi chamado ao Mundial 2014, no Brasil, jogando na derrota ante da Holanda. 

 

 

 

Dislike

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.05.17

img_770x433$2016_12_27_22_05_06_1201257.jpg

O Comandante Vicente Moura demitiu-se na sequência do post de despedida de Bruno de Carvalho no Facebook. É sobretudo uma derrota de relações públicas que contribui para isolar o presidente. Já se falam em mais demissões. Bruno faz muito bem em deixar aquela rede social onde só deu tiros nos pés e lutou contra moinhos de vento mas o seu último post foi desastroso, atacando dirigentes, atletas e...adeptos. 

 

A Gala do Sporting, criada e muito bem por Bruno de Carvalho, será a 30 de junho. Má decisão mesmo que possa ter explicação. No dia 1 de julho, casar-se-á o presidente com a sua ex-secretária. Passa a ideia de por a sua agenda pessoal à frente da do clube. Não creio que seja intencional mas a "mulher de César"...A isto acresce que a cerimónia será no Coliseu e não no novo Pavilhão. Não vai ser inaugurado 9 dias antes do evento? Vai haver mais alguma derrapagem? 

 

Segundo os media, Jesus não está seguro e ainda pode sair. Fala-se numa ida para a Turquia. A acontecer será mais uma derrota. Não que Jesus tenha ganho algo que se veja mas o Sporting pode deixar sair mais um treinador de topo sem que o aproveite ao máximo, como aconteceu com Jardim. 

Rumor do dia - Cecchini na mira

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.05.17

CaOb0iKWcAAq4n8.jpg

 

Rumor do dia - City quer levar Gelson e William

por Francisco Chaveiro Reis, em 19.05.17

naom_58e1ed142c96e.jpg

 

Rumor do dia - Daniel Carriço pode regressar

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.05.17

Daniel+Carrico+Sporting+Lisbon+v+Everton+UEFA+Goto

 

Jardim campeão em França

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.05.17

monaco_campeao_franca_foto_epa92294f80_base.jpg

Ao terceiro ano ao serviço do Mónaco, Leonardo Jardim sagrou-se campeão francês, a uma jornada do fim. O português quebrou a hegemonia do PSG, agora orfão de Ibrahimovic, que vencera os últimos quatro campeonatos com o sueco como melhor jogador e marcador (três das quatro vezes). Jardim trocou o Sporting, onde lançou William e pôs o Sporting a jogar bom futebol com baixo orçamento, pelo principado em 2014, ficando duas épocas em terceiro lugar e alcançando a glória à terceira.

GettyImages-610717886.jpg

Jardim dispõe de um plantel com qualidade e alguns jogadores experientes como Glik, Moutinho ou Falcao mas sobretudo composto de jovens potenciados por Jardim como Mbappé, Lemar, Fabinho ou Bakayako. A equipa tipo foi composta pelo guarda-redes croata Subasic, que leva mais de 50 jogos esta época. No centro, segurança defensiva garantida por Glik (53 jogos e 8 impressionantes golos), polaco com escola no futebol italiano e por Jemerson (53/1), brasileiro de 24 anos que se adaptou muito bem à Europa. Nas alas, duas setas. Sibidé, ex-Lille, assumiu-se este ano como um dos melhores laterais direitos da Europa e na esquerda, Mendy, ex-Marselha, não lhe ficou atrás. Raggi (36 jogos) foi um suplente muito útil. 

CrCltu-WEAAf6-T.jpg

No meio-campo, Bernardo Silva (57/11) é o camisola dez e o cérebro, que constroi o jogo a partir das alas. Ala mais puro é Lemar (54/14), sobretudo pela esquerda. No meio, dois homens combativos. Fabinho, ex-Rio Ave, é um defesa lateral convertido em médio defensivo e um eximio marcador de bolas paradas. Leva 55 jogos e 11 golos na época. Ao seu lado, costuma jogar Bakayako, francês que marcou três vezes em 50 jogos. Moutinho (52/4) e Dirar (33/1) foram suplentes muito úteis. 

monaco-dortmund-football-resultat-quart-demi-final

No ataque, dois fenómenos. Mbappé 18 anos, é o avançado da moda na Europa e até pode mudar-se para Madrid. O avançado, que abriu ontem a contagem, soma 26 golos em 43 partidas. Ao seu lado, jogou quase sempre Falcao, regressado à boa forma após lesões e épocas dececioonantes em Inglaterra. O colombiano marcou 30 vezes em 43 jogos, uma média extraordinária. Germain (59/17) foi o avançado de recurso, cumprindo sempre muito bem o seu papel. Guido Carrillo foi quem mais sofreu no ataque marcando, ainda assim, 8 vezes em 30 jogos. 

Carlos Carvalho volta a morrer na praia e Wednesday continua sem subir

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.05.17

nintchdbpict000324482795.jpg

 

Real Madrid goleia e está a um ponto do título

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.05.17

Real-Madrids-Portuguese-forward-Cristia.jpg

 

Kuyt pendura as botas

por Francisco Chaveiro Reis, em 17.05.17

article-1167118-0083E05A00000258-804_468x296.jpg

Mais de 900 jogos e 320 golos depois, Dirk Kuyt deixa o futebol jogado. O veterano avançado de 37 anos, que esta época marcou 15 golos em 39 jogos, sai pela porta grande, uma vez que o seu Feyennord foi campeão, 18 anos depois.

kuyt-blog-1.jpg

Kujt, que ao longo da carreira foi avançado centro, extremo, médio e até defesa lateral ofensivo com Van Gaal, começou no Quick Boys de onde saltou rapidamente para o Utrecht. Após cinco anos, e com 24 golos no último ano, mudou-se para o Feyennord onde marcou impressionantes 83 golos em três épocas, jogando ao lado de craques do calibre de Van Persie, Kalou, van Hooijdonk ou Buffel. Cruzou-se ainda com o português Bruno Basto e com o brasileiro Gerson Magrão que passou uma época e Alvalade. 

kuyt.jpg

Seguiu-se o maior desafio da sua carreira: seis épocas no gigante adormecido Liverpool. Somou 286 jogos e mais de 70 golos mas só venceu uma Taça da Liga. Ainda assim, viveu de perto com Crouch, Fowler, Gerrard, Luis Garcia, Xabi Alonso, Riise, Hyypia, Carroll ou Suarez. 

Dirk+Kuyt+SL+Benfica+v+Fenerbahce+SK+bsqji0TPNDOl.

Títulos alcançou-os na Turquia. Pelo Fenerbahce jogou três anos (encontrou Raul Meireles que tinha estado uma época com ele em Anfield) e conquistou três títulos: campeonato, taça e supertaça.

transferir.jpg

Fechou a carreira no Feyennord com duas épocas e mais dois títulos: taça e campeonato.

kuyt-consola-sneijder-apos-a-derrota-da-holanda-na

Pela sua seleção jogou 104 vezes (até 2014) e marcou 24 vezes, nada de estranhar tendo em conta que teve concorrência de Van Persie, Huntelaar ou Robben. O ponto alto foi ter chegado à final do Mundial 2010. 

 

 
 

Alemanha faz experiências na Taça das Confederações

por Francisco Chaveiro Reis, em 17.05.17

kerem-demirbay-sap-hoffenheim-saison-16-17-galerie

A Alemanha, campeã do Mundo, já anunciou os seus convocados para a Taça das Confederações. Pelo vistos, a abordagem será a de testar jogadores e não propriamente de levar as suas principais estrelas. Em terra, fica o guarda-redes Neur; os defesas Boateng e Hummels; os médios Kroos e Khedira e os avançados Reus ou Gomez. Lesionado, Gotez também não será opção. É bem certo que sobram grandes jogadores como Draxler, Sané, Can ou Brandt mas Portugal pode sonhar com a conquista. 

19906938_rrvDE.jpeg

A lista de convocados é composta por: Leno, ter Stegen e Trapp; Ginter, Henrichs, Hector, Kimmich, Mustafi, Sule, Rudiger e Plattenhardt; Can, Demirbay, Demme, Goretza e Rudy; Brandt, Draxler, Sané, Wagner, Werner, Younes e Stindl. 

Bruno fecha o Facebook e vira-se para dentro

por Francisco Chaveiro Reis, em 17.05.17

facebook.png

Finalmente. Vão acabar os longos e desnecessários textos do presidente do Sporting no Facebook. Espero que a próxima época passe por comunicar bem para dentro, pondo em sentido as tropas mas também moralizando-as. Este é um excelente primeiro passo. 

Rumores dos últimos dias: Kléber, Jonathan Cafú e Lucumi na rota do Sporting

por Francisco Chaveiro Reis, em 17.05.17

1442016838_118853_1442016974_noticia_grande.jpg

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Links

Vizinhos

Informação desportiva