Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Visão do Peão

Porto perde na Alemanha. Liverpool marca 7 golos.

por Francisco Chaveiro Reis, em 18.10.17

P171017-037-Maribor_Liverpool.jpg

O FC Porto, com José Sá na baliza em vez de Casillas, por opção, perdeu 2-3 em Leipzig. Adiantaram-se os alemães por Orbán. Os portistas ainda empataram por Aboubakar mas Forsberg e Augustin fizeram o 3-1. Em cima do intervalo, Marcano fez o 2-3 final. Com a vitória do Besiktas por 1-2 no Mónaco, os turcos mantem-se no primeiro lugar, só com vitórias. O Leipzig é segundo classificado, com 4 pontos, seguindo-se o Porto com 3 e o Mónaco, com 1. Nos outros jogos da noite, destaque para o Liverpool que esmagou o Maribor por 0-7. Firmino e Salah foram os mais eficazes da noite, ao marcarem dois golos cada um. Coutinho, Oxlade-Chamberlain e o jovem Alexander-Arnold marcaram os outros golos. Também em Moscovo, houve chuva de golos, com a goleada do Spartak ao Sevilha, por 5-1. Promes (dois golos), Glushakov, Luiz Adriano e Melgarejo (ex-Benfica) marcaram pelo Spartak, Kjaer, pelo Sevilha. Com 5 pontos, Liverpool e Spartak lideram o grupo. O Sevilha segue com 4 pontos. Em Madrid, 1-1 entre Real e Tottenham. Um calcanhar de Kane, que ressaltou em Varane, deu vantagem aos Spurs. Em cima do intervalo, Ronaldo fez o 1-1. Em Chipre, igual resultado entre APOEL e Dortmund, com golos de Poté e Sokratis. Real e Spurs somam 7 pontos, APOEL e Dortmund, 1. Por fim, 2-1 do City ao Nápoles. Em Manchester, Sterling e Gabriel Jesus adiantaram a equipa de Guardiola. Diawara reduziu. Na “Banheira” de Roterdão, 1-2 do Shaktar ao Feyennord, com bis de Bernard. Berghuis até tinha adiantado os campeões holandeses.

Bojinov

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

Bojinov.jpg

Valeri Bojinov deseja um empate quarta-feira, na partida entre Juventus e Sporting, equipas que representou. O búlgaro, que nunca conseguiu ser o jogador que o seu talento prometia, optou, em entrevista, por "não cuspir no prato" e declarar o seu respeito pelos clubes que representou, numa atitude correcta mas nem por isso normal. Dentro de campo é que é pior. Aos 31 anos, Bojinov está novamente sem clube após ter rescindido com o Lausanne, da Suíça, onde fez sete jogos e não se estreou a marcar. Bojinov deu nas vistas na primeira equipa do Lecce rapidamente se mudou para a Fiorentina e depois para a Juventus (7 golos em 21 partidas). Seguiu-se uma estadia de dois anos no Manchester City, onde só marcou um golo e fez 12 jogos. Regressaria a Itália e aos golos. Mais de 60 jogos e 11 golos, em dois anos no histórico clube depois e mudou-se para o Sporting. Veio para lutar com Van Wolkswinkel por um lugar no onze. Marcou três golos e só durou meia época. Mostrou qualidade apesar de ser inconstante. Na ânsia de mostrar serviço, foi contra a vontade do treinador e tirou a bola das mãos do companheiro Matigol. Marcou um penalty mas não marcou golo. Perdeu todo o espaço em Alvalade e regressou ao Lecce. Já não foi o mesmo. Andou por Hellas, Vicenza, Levski Sofia, Ternara, Partizan e Meizhou Hakka (China) antes de aterrar na Suíça. Agora, procura novo desafio. 

Barcelona continua no topo. Valência marca 6 ao Bétis.

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

Mandi8.jpg

O Barcelona foi ao novíssimo Wanda Metrolitano empatar a uma bola com o Atlético (Suarez contra Saul) e continua no topo da liga espanhola. Em segundo, segue o Valência, que goleou o Bétis por 3-6, em Sevilha. Joel Campbell, ex-Sporting; Gonçalo Guedes e Rodrigo Moreno, ex-Benfica e Tello, ex-FC Porto, marcaram pelas suas equipas, num jogo louco. O Real Madrid, continua sem mostrar grande chama e venceu o Getafe por 1-2, com Ronaldo a fazer, em cima do pano, o golo da vitória. 

City marca 7 ao Stoke e segue em primeiro

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

622_351bb982-4dd3-490f-ab9b-0081f2204259.jpg

Num jogo quase perfeito, o Manchester City venceu o Stoke City por 7-2 e continua na frente da melhor liga do mundo. Mesmo sem Aguero, lesionado, a capacidade goleadora dos Citizens é enorme e só os dois golos sofridos espantam, quem viu o jogo. Bernardo Silva estreou-se a marcar. Outro português em destaque foi Marco Silva. O seu Watford venceu o Arsenal por 2-1 e está no quarto posto, à frente de equipas como o campeão Chelsea, Arsenal ou Liverpool. Liverpool que empatou a zero com o United, de Mourinho. Bem melhor, a equipa de Klopp não conseguiu vencer o Manchester United, bem a defender. 

Nápoles lidera. Juve perde. Milan cai no último minuto.

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

59e3d400d5f61.image.jpg

O Milan de Montella, muitos milhões depois e com homens de qualidade no plantel como André Silva (jogou os 90 minutos), Kalinic, Hakan, Kessie, Rodriguez ou Bonucci, ocupa a modesta 10.ª posição na liga italiana, com 4 vitórias e 4 derrotas em 8 jornadas. Ontem, perdeu o derby de Milão, com o Inter. Mauro Icardi foi a maior figura, fazendo um hat-trick. O argentino fez um grande golo aos 28 minutos  que Suso anularia no inicio da segunda parte. Sem João Mário em campo (Cancelo jogou 17 minutos), o Inter faria o segundo, novamente por Icardi mas Bonaventura empataria a dez minutos do fim. O 2-2 da época passada parecia ser o resultado final. Eis se não quando, Rodriguez faz um penalty desnecessário, que Icardi converteria na vitória. O Inter segue em segundo, com menos dois pontos do que o Nápoles e Icardi leva 9 golos em 8 jogos. Melhor do que Icardi, só Dybla (10 golos) e Immobile (11). No confronto entre Juve e Lázio, vitória para os laziale, a jogar fora. Douglas Costa adiantou os campeões mas Immobile bisou e deu a vitória à Lázio de Simone Inzaghi, terceira classificada com os mesmos 19 pontos do que a Juventus mas com vantagem no confronto direto. O líder Nápoles venceu 0-1 a Roma, com golo do pequeno grande Insigne. 

Festa da Taça!

por Francisco Chaveiro Reis, em 16.10.17

Vilaverdense.jpg

Jogada a terceira eliminatória da Taça de Portugal, continuam em prova os três grandes. O FCP foi o que melhor aproveitamento teve, vencendo o Lusitano de Évora, no Restelo, por 0-6. Antes, o Sporting vencera 2-4 em Oleiros. No Estádio do Algarve, o Benfica conseguiu o resultado menos folgado, vencendo o Olhanense por apenas 0-1. Pior figura fizeram Boavista (derrota por 1-0 em Vila Verde); Estoril (derrota por 1-0 em Faro); Paços (2-1 em Coimbra), Tondela (3-2 em Leixões) e Belenenses (2-1 no campo do Santa Clara). Quem não dormiu na forma foi o Guimarães que foi à Vidigueira, vencer o Vasco da Gama local por 1-6. Bem pior fez o Braga, que só venceu 2-3 no terreno do São Martinho. O Moreirense bateu o Canelas por 1-3, com o líder da claque do FCP a jogar meia parte no ataque da equipa da casa. Marítimo, Feirense, Rio Ave, Setúbal, Chaves, Aves, Portimonense, Cova da Piedade, Felgueiras, Famalicão, Vilafranquense, União da Madeira, União de Leiria, Caldas, Oliveirense, Arouca, Freamunde, Nacional, Vizela, Sp. Ideal e Praiense também seguem em frente. 

O Sr. Presidente da Libéria, George Weah

por Francisco Chaveiro Reis, em 13.10.17

nintchdbpict000000772231-e1499159470909.jpg

George Weah, antigo avançado de Mónaco, PSG ou Milan e melhor jogador do Mundo em 1995, acaba de se tornar no Presidente da República da Libéria. Nascido na pobreza de Monróvia, capital do país, Weah subiu na vida graças ao seu talento e à ida precoce para a Europa onde foi recebido por Arsene Wenger. Apesar da sua vida de estrela, nunca esqueceu as raizes ou deixou de sofrer com as turbulências do país africano, sendo ativista contra a guerra civil que assolou o páis. Agora, com 51 anos, tudo fará para melhorar um país para o qual voltou no fim da carreira, para ser senador, candidato presidencial derrotado e sobretudo, mãos largas em beníficio do seu povo. 

Leão leão

por Francisco Chaveiro Reis, em 13.10.17

image.jpg

Rafael Leão estreou-se ontem pela equipa A do Sporting e logo com um golo. O avançado de 18 anos marcou de cabeça, com toda a tranquilidade, respondendo da melhor forma a cruzamento de Podence. Leão tornou-se no segundo mais jovem a marcar pelo Sporting na Taça. Melhor, só Ronaldo que marcou ao Estarreja, em 2002, quando tinha 17 anos e 9 meses. Rafael Alexandre da Conceição Leão é luso-angolano, tendo nascido em Portugal. Está na Academia desde 2008, tendo-se sempre destacado pela capacidade goleadora. Na época passada marcou 10 vezes pelos juniores e uma pela equipa B. Esta época, leva 3 golos nos juniores, 1 na B e 1 na A, ontem marcado. No ano passado, foi campeão da Europa pela seleção de sub-17 e já este ano, foi campeão nacional de juniores.

4-2 ao Oleiros

por Francisco Chaveiro Reis, em 13.10.17

OleirosSportingLUSA1.jpg

Na festa da Taça, o Sporting venceu o Oleiros por 4-2. Em destaque estiveram João Palhinha, com dois golos, o segundo dos quais em pontapé de moinho e Daniel Podence, autor de três assistências. Para além de Palhinha, marcaram Matheus Oliveira e Rafael Leão. Jesus apostou nas segundas linhas, que corresponderam e lançou os jovens Dala, Leão, Demiral e Jovane. Os dois golos sofridos ante de uma equipa modesta são o sinal menos da exibição mas foi uma noit de festa para as gentes de Oleiros, fustigadas nas últimas semanas por diversos incêndios. O Sporting atuou com: Salin, Ristovski, Petrovic, Pinto e Jonathan; Iuri, Palhinha, Matheus (Jovane) e César, Podence (Demiral) e Dala (Leão). 

 

PS: Curiosamente o Oleiros, equipa do Campeonato de Portugal conta com uma Torre de Babel no seu plantel. Tem 6 brasileiros, 3 chineses, 1 coreano, 1 congolês e 1 guineense. 

Nasce a Liga das Nações

por Francisco Chaveiro Reis, em 12.10.17

1.jpg

Começa em setembro de 2018, a Liga das Naçõesm a novíssima prova da UEFA. Portugal, vencedor do seu grupo de qualificação para o Mundial, será cabeça de série na Liga A, composta por 12 seleções (as outras são Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Inglaterra, Suíça, Itália, Polónia, Islândia, Croácia e Holanda). A Liga das Nações será jogada de dois em dois anos, entre seleções nacionais europeias, nas datas disponíveis entre as qualificações tradicionais e na prática vem substituir os jogos particulares, trazendo mais competitividade aos jogos de seleções. Na Liga A, haverá apuramento de campeão e nas Ligas B, C e D há possibilidade das equipas subirem ou descerem de escalão. Em jogo estarão as 55 seleções europeias atuais. Para o Euro 2020, as quatro últimas equipas apuradas serão encontradas através de play-off a que a Liga das Nações dá acesso. 

Hoje em Oleiros

por Francisco Chaveiro Reis, em 12.10.17

image.jpg

O Sporting joga hoje em Oleiros, para a Taça de Portugal. Com alguns lesionados e vários jogadores a regressar dos compromissos das seleções, Jorge Jesus apostará numa equipa alternativa, previsivelmente com Salin, Ristovski, Kiki, Pinto e Jonathan; Iuri, Petrovic, César e Matheus; Podence e Dala. O banco deve contar com Stojkovic, Demiral, Ary Papel, Petrovic, Jovane, Ponde e Leão. 

André Silva versus Mauro Icardi no derby de Milão

por Francisco Chaveiro Reis, em 12.10.17

Nike_HV_Phantom_GX_comp3_corretta_alta_74709.jpg

A fábrica da Nike em Montebelluna foi inaugurada em 1996 e as primeiras botas de futebol, as Air GX, fizeram a sua estreia no ano seguinte.

Cerca de 20 anos depois, o compromisso da Nike Football para com o design e a dedicação dos criativos especializados de Montebelluna em criar botas revolucionárias permanece. Ao combinar materiais de qualidade superior com as melhores inovações, a unidade é reconhecida por oferecer aos atletas profissionais da Nike botas construídas exatamente de acordo com as suas especificações.

Ainda que, de acordo com os padrões atuais, sejam consideradas mais conservadoras, os apontamentos de cor e o acolchoamento ondulado das primeiras Air GX deram o mote para o lado mais ousado da Nike. A imagem de marca icónica revelava um sinal do que aí vinha, tanto dentro como fora do campo, com sapatilhas como as Nike Spiridon ao adotarem a tecnologia mini-Swoosh das Air GX. Até o nome da bota, um aceno à Geração X, veio reforçar que as Air GX não seriam para o pai comum calçar.

Agora, no 20º aniversário das Air GX e como forma de celebrar, a Nike vai lançar uma edição limitada das Hypervenom GX. As botas são compostas por cabedal Alegria bem como pela tecnologia Nike Flyknit, combinando materiais tradicionais com tecnologia moderna numa bota 35% mais leve do que as Air GX originais.

As Hypervenom GX mantêm as linhas icónicas das Air GX, mas sem o acolchoamento que originalmente perfurava o cabedal. A parte superior continua a apresentar a entrelaçado assimétrico do modelo de 1997, mas sem a lingueta superdimensionada que caracterizava as primeiras botas.

São inúmeras as razões que fazem merecer a homenagem à equipa de Montebelluna, sendo que vários membros colaboram com a Nike desde as primeiras Air GX. O escudo de Montebelluna bem como as cores da bandeira italiana aparecem no saco das botas, na palmilha e no calcanhar. A bandeira de Itália foi também tecida na lateral da bota. O símbolo do cabedal Alegria na parte superior inclui o número 20 para assinalar o aniversário.

As Hypervenom GX vão estar disponíveis a 12 de outubro. Designs adicionais inspirados nas GX estão disponíveis em NIKEiD.

Apuramento para o Mundial: Alemanha rolo compressor e o goleador polaco

por Francisco Chaveiro Reis, em 11.10.17

image.jpg

Terminada a fase de grupos do apuramento para o Mundial 2018, é hora de fazer as contas. A Alemanha, uma das melhores equipas do mundo, alcançou dez vitórias em dez jogos, marcando 43 golos e sofrendo apenas 4, tal como Portugal e Croácia. Foi a melhor seleção na hora de fazer o golo, a par da Bélgica, que marcou os mesmos 43 golos nas suas 9 vitórias e um empate. Melhor ainda a defender, esteve a Inglaterra, que só sofreu 3 golos. Ataques de respeito foram ainda os de Espanha (36), Portugal (30), Polónia (28), Bósnia (24), Suíça (23) ou Sérvia (20). Boas a defender foram também as equipas de Suíça (5) e França, República da Irlanda, País de Gales, Bélgica e Grécia que se ficaram pelos 6 golos sofridos. O pior ataque foi o do Liechtenstein, que só festejou uma vez. Perto, ficaram Malta, Gibraltar, Letónia, Kosovo, com apenas 3. San Marino só marcou 2, tal como Andorra.

Se a Alemanha alcançou 10 vitórias, Portugal, Suíça, Bélgica e Espanha não ficaram muito atrás, somando 9. Inglaterra e Polónia venceram 8 vezes. No que toca a empates, a vitória vai para País de Gales e Geórgia, do Grupo D, que empataram cinco vezes, cada uma. Em termos de derrotas, destaque para Gibraltar, San Marino e Liechtenstein que só souberam perder. Malta e Kosovo ficaram-se pelas 9 derrotas.

O melhor marcador foi Lewandowski que marcou 16 dos 28 golos da Polónia. O avançado do Bayern de Munique marcou um golo no 4-2 ao Montenegro. Cristiano Ronaldo (15) e Lukaku (11) foram os senhores que se seguiram. Joshua Kimmich destacou-se a oferecer golos, fazendo 9 assistências. Curiosamente, os mesmos números foram verificados no apuramento na zona asiátia. Ahmed Khalil (EAU) marcou 16 vezes, Mohammad Al Sahlawi (Arábia Saudita), 15 e Tim Cahill (Austrália), 11.

O apuramento rendeu 2.94 golos por jogo; 48% de vitórias das equipas da casa e 18% de empates.

As 23 equipas já apuradas para o Mundial 2018

por Francisco Chaveiro Reis, em 11.10.17

generic.png

Europa - Rússia, Alemanha, Inglaterra, Bélgica, Espanha, Polónia, Sérvia, Islândia, Portugal e França;
América do Norte e Central - México, Costa Rica e Panamá; 
América do Sul - Brasil, Uruguai, Argentina e Colômbia; 
África - Nigéria e Egipto;
Ásia - Japão, Coreia do Sul, Irão e Arábia Saudita. 

Holanda e Chile fora do Mundial. Messi marca três e oferece passagem à Argentina (Acuña jogou os 90 minutos)

por Francisco Chaveiro Reis, em 11.10.17

lionel-messi-comemora-apos-marcar-para-a-argentina

Quando foi preciso, Messi apareceu e a Argentina venceu. Depois de três empates, Messi marcou três vezes ao Equador e a Argentina, com o apuramento tremido, vai para a Rússia com o terceiro posto na sua zona de qualificação. Brasil, Uruguai e Colômbia completam os apurados. O Perú jogará o play-off ante da Nova Zelândia. A grande surpresa é a não ida do Chile, bi-campeão da Copa América e que conta com craques como Alexis, Vidal ou Vargas. A par da Holanda, a ausência do Chile é uma das grandes desilusões do apuramento.

 

Outras equipas, com alguma tradição, que não vão à Rússia: Hungria, República Checa, Roménia, Ucrânia, Turquia, Paraguai, Estados Unidos, Camarões, Argélia, Costa do Marfim, África do Sul e Gana. 

2-0 à Suíça. Portugal está no Mundial!

por Francisco Chaveiro Reis, em 11.10.17

23085290_770x433_acf_cropped.jpg

 

Holanda vai falhar nova competição. Só uma goleada por 7-0 à Suécia, salva a Laranja

por Francisco Chaveiro Reis, em 10.10.17

arjen-robben-triste.jpg

Para não falhar o play-off de acesso ao Mundial, a Holanda terá que golear a Suécia por 7 golos de diferença. Assim sendo, tudo indica que uma das melhores seleções da Europa, falhe a ida à Rússia em 2018, tal como falhara a presença no Euro 2016. Mesmo tendo Dick Advocaat no banco e homens de inegável quantidade como Robben, Depay ou Promes, a Holanda fez uma miserável campanha com 5 vitórias, 1 empate e 3 derrotas, num grupo que inclui França, Suécia, Bulgária, Bielorrússia e Luxemburgo.

Com Danny Blind, a Holanda falhou o Euro 2016 e começou a mal o apuramento para a Rússia. Advocaat não conseguiu melhor e prepara-se para falhar o Mundial 2018, com uma seleção que, em 2010, esteve na final do Mundial, contra Espanha. A Holanda, reconhecida pelos amantes do bom futebol dos anos 70, perdeu as finais dos Mundiais de 74 e 78 mas ficou para a história. A década de 80 seria dura para o futebol holandês até que, em 1988, a Holanda se sagrou campeã da Europa, com Van Basten, Gullitt ou Rijkaard. Nas décadas seguintes, a Holanda alternou entre o mau e o bom, em constantes renovações.

Tudo indica que a Holanda terá novamente que se reinventar, contando para isso com as fabulosas escolas dos seus clubes, a começar no Ajax. Uma reforma é necessária. Na baliza, Zoet (PSV) e Cillensen (precisa de jogar no Barcelona ou noutro clube) dão garantias. Na defesa, Tete (Lyon) ou Karsdorp (Feyennord) são jogadores de grande futuro. Janmat (Watford) é jogador para já. Na esquerda, Kongolo (Mónaco), Willems (PSV) ou Blind (United) também não são jogadores que envergonhem. Para o centro, há Bruma (Wolfsburgo), Virgil e Hoedt (Saints), De Vrij (Lázio) ou Rekik (Hertha Berlim). No meio, há Strootman (Roma), Fer (Swansea), Bazoer (Wolfsburgo), Hendrix ou Van Ginkel (PSV) para defender e Propper (Brighton), Klaassen (Everton) ou Wijnaldum (Liverpool) para atacar. No meio, estará um dos grandes problemas. Nem há um médio defensivo de classe mundial como Davids, nem um médio ofensivo de qualidade superior como o Sneijder dos bons velhos tempos. No ataque, as alas são de Robben (Bayern), à beira da reforma, Promes (Spartak) ou Depay (Lyon) que não têm sequência no centro. Van Nistelrooy ou Kluivert já não moram aqui. Janssen (Fenerbahce) é demasiado fraco e Dost (Sporting) parece não se dar com este modelo de jogo.

Como sempre na sua história, o segredo estará na integração de jovens talentos como Kluivert, filho do avançado histórico e extremo de superior qualidade. 

Novas na colecção

por Francisco Chaveiro Reis, em 08.10.17

betis-17-18-kit-3.jpg

Bétis Balompié

2017-2018

Adidas

sevilla-fc-2016-2017-new-balance-away-kit-8.jpg

Sevilla FC

2016-2017

New Balance

6-D.Carriço

sevilla-fc-2017-2018-new-balance-kit-11.jpg

Sevilla FC

2017-2018

New Balance

10-Ever Banega 

 

A uma vitória do Mundial

por Francisco Chaveiro Reis, em 08.10.17

1024.jpg

 

Férias

por Francisco Chaveiro Reis, em 30.09.17

22-22_g.jpg

 

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D

Links

Vizinhos

Informação desportiva